Cristiano Ronaldo está próximo de deixar o Real Madrid. O português é o sucesso de Alfredo Di Stéfano. Os dois marcaram a história das duas melhores épocas da história do Real Madrid, mas podem ter despedidas parecidas.

Alfredo Relaño, jornalista e escrito, contou em mais de um de seus textos como Di Stéfano deixou o Real Madrid em 1964. Foram 11 temporadas no clube e 5 Copas da Europa conquistadas, mas a história terminou por problemas do jogador com o presidente do Real na época (Santiago Bernabéu) e com o técnico de então (Miguel Muñoz).

Como foi a saída de Di Stéfano do Real Madrid?

Di Stéfano saiu mal do Real. O clube acabava de conquistar o Campeonato Espanhol de 1964, com 5 rodadas de antecedência, e estava na final da Liga dos Campeões. O jogo seria no dia 27 de maio contra o Inter de Milão, em Viena.

O jogador passou a noite prévia ao jogo mal-humorado. Ele não estava de acordo com a tática definida por Muñoz, pela escalação dos jogadores para a partida. Mesmo com os argumentos da estrela, o técnico colocou o que acreditava ser melhor em campo. O Real Madrid perdeu o jogo por 3×1.

A disputa entre Muñoz e Di Stéfano fez com que o técnico não convocasse Di Stéfano para a próxima partida, a final da Copa do Rei contra o Atlético de Madrid. Di Stéfano é chamado pela direção da equipe, que lhe oferece seguir no clube, mas não como jogador e sim no escritório. Di Stéfano, já com 38 anos, ainda se considera jogador e não gosta da atitude da direção do clube e do presidente Bernabéu.

A notícia que o Real quer aposentar Di Stéfano chega à outros clubes e o jogador começa a receber propostas. No dia 24 de julho de 1964, o Real Madrid oficializa que Di Stéfano deixa o clube. No dia 19 de agosto ele assina com o Espanyol.

54 anos depois, a história pode se repetir. Descontente com as atitudes do presidente do Real Madrid, Cristiano Ronaldo pode deixar o clube. E, assim como Di Stéfano, sem uma despedida à altura de um dos maiores da história do clube.

COMPARTIR
Jornalista, gaúcha e apaixonada por futebol espanhol. Em Madrid desde 2011, edita o Efeito Fúria especialmente para os loucos por futebol espanhol que querem acompanhar tudo que acontece na Espanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.