Os espanhóis estão apontando culpados pela eliminação da Seleção Espanhola da Copa do Mundo de 2018. Deixar a Copa nas oitavas, contra a Rússia e nos pênaltis é mais um fracasso para uma Seleção que chegou a dominar a Europa e o Mundo entre 2008 e 2012.Capa do Marca após eliminação da Espanha na Copa 2018

Parte da imprensa e dos torcedores apontam a Federação Espanhola como a grande culpada pela Espanha estar fora da Copa. Luis Rubiales, o novo presidente da RFEF, que demitiu Julen Lopetegui dois dias antes da estreia na competição é o problema para muitos. O vestiário sentiu muito a saída do técnico. Lembrando que ele não perdeu uma única partida com a Fúria desde que havia assumido a seleção. Após a eliminação para a Rússia, Koke disse que a seleção perdeu o líder com a saída de Lopetegui.Capa dos jornais após eliminação da Espanha na Copa 2018

Outra parte culpa o Real Madrid e o presidente Florentino Pérez. O clube foi o motivo que levou Lopetegui a deixar o comando da Fúria. Isso porque anunciou, dias antes da estreia da Espanha, que o técnico passaria a ser treinador do Real assim que a Copa acabasse. A Federação não gostou e o demitiu. Fernando Hierro assumiu a seleção e claramente não foi a mesma coisa. Há quem culpe o próprio Lopetegui pela eliminação precoce da Espanha da Copa.Capa do AS após eliminação da Espanha na Copa 2018

Entre os jogadores, o goleiro De Gea é apontado como o grande culpado pela decepção. Em 4 jogos, sofreu 6 gols. Nos 4 jogos da Copa, os rivais finalizaram 12 vezes contra o gol de De Gea (contam os pênaltis) e ele só defendeu um único chute. Capa do Sport após eliminação da Espanha na Copa 2018

Uma mudança de estilo na Espanha para Copa 2022?

Federação, Real Madrid, Lopetegui, De Gea. A verdade é que parece que a grande maioria aponta o jogo da Espanha como a principal causa da eliminação. A seleção teve 78,9% da posse de bola. Trocou 1137 passes, com mais de 90% de acerto. Só marcou um gol e não conseguiu sair do 1×1 no tempo regulamentar. O tiki-taka já não é suficiente para manter a Espanha viva, seja na Copa ou na Eurocopa. A seleção precisa de mais.

A Copa 2018 terminou para a Espanha e para a Copa de 2022 é preciso resolver muitos problemas e se reencontrar.

Capa do Mundo Deportivo após eliminação da Espanha na Copa 2018 Capa dos jornais após eliminação da Espanha na Copa 2018

COMPARTIR
Jornalista, gaúcha e apaixonada por futebol espanhol. Em Madrid desde 2011, edita o Efeito Fúria especialmente para os loucos por futebol espanhol que querem acompanhar tudo que acontece na Espanha.

1 Comentário

  1. A Eliminação mais vergonhosa da História da Fúria, superando ate mesmo a eliminação precoce na copa de 2014, pra mim no mínimo a Fúria chegaria na Final porem me enganei e esqueci como a copa do mundo, e um torneio traiçoeiro, e o que falar do futebol apresentado pela Fúria bom so a uma coisa, Caiu em sua própria “RETRANCA“, Tiki-Taka acabou na Euro de 2012.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.