A Seleção Espanhola, aquela que a gente gostava de ver, parece que está voltando. Na primeira partida oficial do novo técnico Julen Lopetegui, o Fúria aproveitou que o adversário era a seleção de Liechtenstein e aplicou logo uma goleada. Além dos 8×0, a Espanha fez um bom jogo, voltou a contar muito com o toque de bola e conseguiu – pela primeira vez – se encaixar com um atacante com as características de Diego Costa.

Na primeira rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, a Seleção Espanhola não decepcionou, bem pelo contrário. Enfrentando a seleção número 147 do ranking da FIFA, a Fúria aproveitou e goleou. Lopetegui começou a partida com duas novidades no time titular. Colocou Sergi Roberto na lateral direita, no amistoso contra a Bélgica optou por Carvajal, e Diego Costa foi o 9, já que Morata sofreu uma contusão no amistoso e o técnico preferiu deixá-lo no banco.

Aos 10 minutos de jogo, Diego Costa abriu o placar para a Espanha e lavou a alma anotando seu segundo gol com a camisa da Fúria. Durante todo o primeiro tempo a seleção espanhola dominou o jogo e chegou a ter mais de 70% de posse de bola. Para o segundo tempo, Lopetegui resolveu arrisca e colocar o time para frente. Tirou Thiago do meio e colocou Nolito na frente. Mudou o esquema de jogo que passou a ser 3-3-3-1. Com o novo desenho, a Espanha foi arrasadora. Em 5 minutos marcou três gols. Sergi Roberto fez o segundo, David Silva o terceiro e Vitolo o quarto. Diego Costa, sei minutos depois, deixou seu segundo na partida, o quinto da Espanha. Morata, que entrou por Costa, também deixou dois dele, em apenas 2 minutos. Silva ainda fechou o placar com mais um, Espanha 8×0 Liechtenstein.

A Espanha de Lopetegui agradou aos espanhóis, que ainda estão sentidos com sua seleção depois dos últimos resultados na Euro e na Copa. O primeiro passo do novo técnico é muito positivo e devolve algo de entusiasmo aos seguidores da seleção. Diego Costa desencantou, finalmente, com a Espanha. Em uma única partida fez mais gols que nunca e mostrou que pode sim encaixar nesta Fúria. Além do hispano-brasileiro, Vitolo, que mais uma vez foi impecável; David Silva, que assumiu outra vez a batuta; e Sergi Roberto, que reivindica um espaço neste novo projeto, foram os destaques da partida.

Com 3 pontos, 8 gols a favor e nenhum sofrido, a Espanha lidera o grupo G das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo da Rússia. O adversário mais difícil da Fúria será a Itália, as duas seleções lutarão pela primeira colocação e a vaga direta para a Copa. Em outubro, a Fúria encara a Itália no dia 6 e depois enfrenta a Albânia no dia 9.

COMPARTIR
Jornalista, gaúcha e apaixonada por futebol espanhol. Em Madrid desde 2011, edita o Efeito Fúria especialmente para os loucos por futebol espanhol que querem acompanhar tudo que acontece na Espanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.