Se a dita “boa imagem” era o que salvava a seleção espanhola pós-Copa do Mundo, o jogo de hoje enterrou esta ideia. A Seleção Espanhola perdeu por 2×1 para a Eslováquia, na segunda rodada das eliminatórias para a Eurocopa 2016, e deixou uma má imagem de futebol ao Mundo que conquistou em 2010.

 

O tiki-taka não morreu, mas deixou de ser praticado pela seleção que o colocou no topo do mundo. A Espanha, que com este tilo de jogo conquistou o título mundial em 2010, perdeu sua característica e dá sinais claro de que precisa se reencontrar e, talvez, abandonar o tiki-taka e bscar uma nova forma de jogar. E vencer. Quem, há alguns meses, imaginava que a seleção espanhola pudesse ser derrotada pela seleção da Eslováquia?

 

A Espanha não só foi derrotada na partida desta noite. Deixou a desejar em várias aspectos. Casillas falhou novamente. A defesa esteve desatenta. O meio perdido e lento. O enganche sem foco. E o ataque inefectivo. O Fúria tomou 2 gols e só chutou 8 vezes a gol. A discussão de se Vicente del Bosque realizou as mudanças necessárias depois da Copa não cessarão até que a seleção mostre que pode se renovar de verdade. Por enquanto os cambios são poucos, para alguns os necessários, e Paco Alcácer parece o único que agrada. Diego Costa segue sem ser o dos clubes na Fúria, e a paciência dos que o apoiaram esta terminando.

 

A Espanha volta a campo no domingo, contra Luxemburgo. Veremos se algo muda, se há jogo e se o tiki-taka ainda sobrevive, mesmo que seja só nós pés de Iniesta.

 

COMPARTIR
Jornalista, gaúcha e apaixonada por futebol espanhol. Em Madrid desde 2011, edita o Efeito Fúria especialmente para os loucos por futebol espanhol que querem acompanhar tudo que acontece na Espanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.