Angel Di María se despediu de seus companheiros, embarcou para Manchester e assinou com o United. O jogador argentino se converteu na maior venda da história do Real Madrid deixando 75 milhões de euros, mais 15 milhões por variáveis.

 

A verdade é que Carlo Ancelotti não queria se desfazer de Di María. O jogador foi um dos destaques da última temporada do clube e um dos responsáveis pela conquista da décima Liga dos Campeões. O argentino era um dos pilares do time, mas queria ganhar mais de 3,5 milhões de euros. O Real Madrid chegou a oferecer 6 milhões de euros por ano, mas nem Di María nem seu agente aceitaram. A partir daí, o jogador começou a procurar um clube que pagasse o que ele queria receber. O Manchester United ofereceu um contrato de 8 milhões de euros limpos por temporada e o jogador aceitou. O clube inglês pagou, então, os 75 milhões para contar com Di María para as próximas 5 temporadas.

 

Com a venda de Di María, o Real Madrid colocou o balanço financeiro em dia:

  • chegaram 3 jogadores por 110 milhões de euros James Rodríguez (75 milhões), Kroos (25 milhões) e Keylor Navas (10 milhões);
  • e o Real ingressou 111,5 milhões de euros pela venda de: Di María (75 milhões), Sahin (7 milhões) e Álvaro Morata (22 milhões), além da venda de Ezequiel Garay ao Zenit, transação pela qual o Real Madrid embolsou 7,5, milhões.

 

COMPARTIR
Jornalista, gaúcha e apaixonada por futebol espanhol. Em Madrid desde 2011, edita o Efeito Fúria especialmente para os loucos por futebol espanhol que querem acompanhar tudo que acontece na Espanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.