A nona Copa do Mundo da história não contou com a seleção espanhola entre as classificadas para a competição. Em pleno regime militar, a Fúria não conseguiu montar um time para chegar à Copa do México 70.

 

Para o primeiro mundial em território mexicano se classificaram dezesseis seleções:

  • 9 europeias – União Soviética, Bélgica, Itália, Suécia, Inglaterra, Romênia, Checoslováquia, Alemanha Ocidental e Bulgária;
  • 5 americanas – México, El Salvador, Uruguai, Brasil e Peru;
  • 1 asiática – Israel;
  • 1 africana – Marrocos.

 

A Copa do Mundo de 70 foi marcada por mais uma grande apresentação da seleção brasileira. Pelé, Jairzinho, Tostão, Rivellino, Gérson, Clodoaldo e Carlos Alberto Torres e cia levaram o Brasil a conquistar sua terceira Copa do Mundo. A canarinha venceu todos os jogos e na final, diante um público estimado de 108 mil pessoas, fez 4×1 na Itália. Foi a primeira seleção tricampeã do mundo e levou a taça Jules Rimet para casa. Depois a taça foi roubado e derretida, mas isso já outra história.

 

Seleção Espanhola eliminatórias Copa 1970
Seleção Espanhola eliminatórias Copa 1970

 

A Seleção Espanhola não se classificou para a Copa de 70, coisa que também aconteceria em 1974. O treinador José Villalonga deixou a Fúria em 1966, depois da Copa, e para seu lugar foi chamado o desconhecido Eduardo Toba. Nas eliminatórias para o mundial a Espanha teria que passar por Bélgica, Iuguslávia e Finlândia. Na primeira partida um 0x0 com a Iugoslávia e no segundo outro empate contra a Bélgica, 1×1.

 

O terceiro foi o jogo de volta contra a Bélgica, fora de casa. Se a Espanha perdesse a partida estava fora da Copa. A partida termina 2×1 para a Bélgica e os jogadores da Espanha, que não estavam de acordo com a arbitragem, não aceitam a expulsão de Eladio e a confusão se forma. A polícia belga leva dois jogadores espanhóis, Gallego e Eladio, presos e depois de soltos foram declarados personas non gratas no país. O fato é que a Espanha, com apenas 3 partidas das eliminatórias disputadas, já estava fora da Copa do Mundo de 1970.

 

COMPARTIR
Jornalista, gaúcha e apaixonada por futebol espanhol. Em Madrid desde 2011, edita o Efeito Fúria especialmente para os loucos por futebol espanhol que querem acompanhar tudo que acontece na Espanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.